No momento você está vendo Corrida do Pantanal atrai atletas de elite do Quênia e da Etiópia para prova de 15 km

Corrida do Pantanal atrai atletas de elite do Quênia e da Etiópia para prova de 15 km

A Corrida do Pantanal atraiu a participação de dois atletas estrangeiros de elite: o queniano Vestus Cheboi Chemjor e a etíope Yadeny Alemayehu Weltej. Ambos vão correr a prova de 15 km na capital sul-mato-grossense, no próximo domingo (09/10).

Na avaliação do coordenador técnico da Corrida do Pantanal, Cassimiro Malaquias, a participação de atletas de elite confere maior credibilidade ao evento. “A presença desses corredores estrangeiros traz um reconhecimento em nível nacional e internacional para o evento, e demonstra que outros atletas de alto nível poderão disputar nossa prova futuramente. É importante destacar também que a Corrida do Pantanal é certificada pela Confederação Brasileira de Atletismo, o que assegura um nível elevado de qualidade à prova”, disse.

Em setembro, Vestus e Yadeny disputaram uma prova de rua de 10 milhas em Vitória (ES) e cruzaram a linha de chegada em segundo e terceiro lugares, respectivamente. O técnico e agente do queniano, Moacir Marconi, comentou que a Corrida do Pantanal será o segundo evento em solo brasileiro na carreira de Vestus.

“Ele ficou muito feliz quando soube da Corrida do Pantanal e está bastante focado nessa prova. O Vestus veio treinado para o Brasil e espera fazer uma ótima prova em Campo Grande”, disse o técnico.

Marconi, conhecido no mundo das corridas como Coquinho, conhece bem a prova da capital sul-mato-grossense. Ele foi treinador de vários atletas de elite que competiram na Volta das Nações, entre eles Mark Korir, tricampeão da meia-maratona entre 2011 e 2013.

“É um percurso bastante arborizado, que passa dentro de um parque. A primeira coisa que falo para os atletas é sobre as dificuldades que eles podem encontrar no percurso. Como no Brasil os terrenos são em geral bastante irregulares, desenvolvemos treinos específicos para eles encararem o desafio”, explica Coquinho.

O treinador da etíope, Paulo Santos, disse que a atleta chega em excelente forma física e técnica para buscar a vitória em Campo Grande. “A Yadeny está muito feliz por participar da Corrida do Pantanal. Um pouco apreensiva, pois mora em região de altitude e fria, e no Brasil está residindo em Porto Alegre, onde o clima está bem frio. Ela teme o calor e humildade. Quanto à preparação, ela está em excelente forma e com ritmo competitivo. Recentemente ela chegou em segundo lugar na meia-maratona de Goiás”, afirmou o técnico.